domingo, 1 de janeiro de 2017

TOP 5 Games que o Ash jogou em 2016




Bem, o Nobody Joe me pediu pra escrever sobre os 5 melhores jogos que joguei em 2016, bem, como eu sou um velho idoso que basicamente só jogo games antigos apenas 3 realmente saíram em 2016, pelo menos no mercado ocidental. E como eu jogo mais J-RPG's não tem como eu jogar muitos games durante o ano. 



Mighty no. 9 (PC)

Aquele game que ta na lista de todo mundo como um dos piores games de 2016, mas pra mim ele é normal. Os adiamentos mataram o hype e ele sofreu o efeito DMC na maioria dos reviews, ou seja as mudanças não foram bem aceitas por simples nostalgia, mas provavelmente daqui 5 anos ele será tratado como uma Hidden Gem, marque minhas palavras. Eu fui sem nenhuma espectativa e achei um jogo divertido, e é isso que importa. Apesar de ter o mesmo numero de fases que um Mega Man X, as fases são um pouco mais longas, contudo ele não é repetitivo como Mega Man X 6-8 nos quais
você precisava voltar varias vezes nas mesmas fases para obter pontos de upgrade.

Se você não é nenhum puritano e não tem nenhum hype, jogue e compre de promoção na Steam. 

Para mais informações leiam meu review clicando AQUI.

Pokémon Sun & Moon (3DS)

Mais um jogo que criou Hype pra caramba, mas ainda bem que não sofreu com adiamentos, estou olhando  pra você Zelda Breath of The Wild. Game Freak soube conciliar a nostalgia e a mudança nesse jogo, muito mais que em XY, que foi basicamente um Fanservice pros Genwunner, aquele povo doido que só aceita a primeira geração. Muitas mudanças boas foram feitas, como o fim dos HM's e poder visualizar IV's em um gráfico. É um dos Pokémon mais divertidos de se jogar, e em nenhum momento bateu aquele momento chatice que sempre tinha em alguns do passado. Apesar disso, depois do fim do enredo o jogo parece meio inacabado, talvez a Game Freak não teve tempo nem espaço no cartão do 3DS pra colocar todo conteúdo que eles queriam, então vamos esperar pra ver o
que será o tal do Pokémon Stars pro Switch.

Para mais informações leiam meu review clicando AQUI.

Final Fantasy X HD remix (PS3/4, PC)

Ok, esse saiu em 2014 pro PS3, 2015 pro PS4, mas pra PC só em 2016. Apesar de ser um versão remasterizada de um game de PS2, eu nunca tive a oportunidade de jogar por completo no PS2. As melhorias gráficas são bastante atrativas, principalmente se você não tem mais uma TV CRT, vulgo tubão, pois ligando o ps2 direto nessas TVs novas os gráficos ficam distorcidos, dando a impressão que os gráficos são piores que do realmente são. FFX foi um dos melhores FF's da era moderna que eu joguei, arriscaria dizer que é até melhor que o FF7, mas eu seria fuzilado pela policia dos fanboys, A versão HD adiciona os conteúdos extras da versão internacional e mais alguns prólogos e epílogos que conectam FFX com FFX-2, está é a versão definitiva se você quer curtir a historia de Tidus, Yuna e seus amigos. 
Comprem na Steam que ta 33 reais nessa Winter Sale.


Bravely Second (3DS)

Pra mim o melhor J-RPG de 3DS, a sequencia que superou o original. Consertando as falhas do seu antecessor, Bravely Second é o RPG de turnos mais divertido de Grindar Level, podendo aumentar em até 4 vezes a velocidade das batalhas, e ganhando bônus por derrotar todos os inimigos em 1 turno. Nessa sequencia todos os personagens do seu time do primeiro game estão de volta, mas apenas Tiz e Edea são do seu time, a base do enredo é basicamente salvar a Agnés das mãos Império liderado por Kaizer, um cara todo de preto com uma mascara preta e com um braço mecânico,, um personagem relacionado ao passado do protagonista que foi seduzido pelo lado negro da força, que nem é baseado no Anakin/Darth Vader. Durante o plot twist o jogo quebra a quarta parede e os personagens passam a ter consciência que são personagens de um jogo controlado por alguém e falam com o jogador, achei isso muito foda. Joguem porque é 10/10 e não tem aquela repetição chata no segundo até como Bravely Default teve. 




Final Fantasy V (GBA)

Menção honrosa pra completar os 5 games da lista. FFV do SNES nunca foi lançado no ocidente, mas eu cheguei a jogar na adolescência graças a traduções de fãs, em 2015 consegui comprar a versão do GBA completa com caixa e tudo e ainda lacrado, mas como eu já tinha jogado há muito tempo atrás, ele ficou apenas de decoração na estante por um bom tempo. Em 2016 tava sem nada pra jogar e fui jogar. Bom, diferente do port de FFVI pro GBA que os gráficos decaíram muito, em FFV isso não ocorreu, além disso o jogo roda fluidamente diferente do port de PS1 e além disso a tradução é mais próxima da original japonesa e sem censura, diferente do port de PS1.  O enredo é bem simples, 4 heróis pra salvar o mundo que tens uns cristais que mantêm o mundo em equilíbrio, e tem umas classes, mas os personagens são carismáticos e o sistema de classe equilibrado, diferente de FFIII, pra mim não é o melhor FF da antiga era, mas é o mais divertido de se jogar. Além disso a versão de GBA adiciona mais uma dungeon extra, apesar dela ser ativada após finalizar o jogo, ela não é post-game, então não adiciona muito do enredo original, diferente das dungeons extras de FFI e FFII de GBA. Recomendo muito mais que a versão da Steam/Celular com seus gráficos em cell shading.

Um comentário:

  1. Eu nunca te fuzilaria, pois pra mim FF10 é o melhor capítulo da franquia. Acho ele melhor que o 7, inclusive em enredo. A questão é que FF7 é o mais influente e que causou mais impacto na indústria. O consolo é que ambos são excelentes, então não há por que discutir.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...