segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Mini Review - Uncharted: The Lost Legacy


Prometido inicialmente como um DLC de Uncharted 4, Lost Legacy acabou sendo lançado como um jogo separado com um preço maior que o de uma expansão, mas menor do que um jogo completo. Ele é apenas uma expansão do jogo anterior, ou algo a mais?



Comecei a jogar ele com a mentalidade de que seria apenas uma aventura rápida feita apenas para reaproveitar o que foi construído no desenvolvimento de Uncharted 4, mas quanto mais tempo passava, mais Lost Legacy me mostrava que ele é sim uma grande aventura dentro da série Uncharted e um dos grandes lançamento do ano.

O que difere ele dos outros jogos, é que em vez de termos uma epopeia de mais de vinte horas, Lost Legacy concentra tudo o que Uncharted tem de melhor em um terço desse tempo.

Deixando de lado o cansado Nathan Drake, aqui a protagonista é a Chloe, que já havia sido coadjuvante em Uncharted 2 e como sidekick dela o jogo traz a Nadine, que foi uma das antagonista de Uncharted 4.

No começo o jogo parece que vai se focar mais no combate e na exploração de uma grande área aberta, que é uma evolução das partes com veículos de uncharted 4. Mas esse é apenas o começo, pois Lost Legacy, assim como os últimos jogos da Naughty Dog também se foca na interação das suas protagonistas, que aos poucos vão se tornando personagens tridimensionais e profundas, deixando pra trás a impressão inicial de serem apenas versões femininas do Nathan Drake. Mas isso se aplica apenas à personalidade, pois mecanicamente o jogo é mais um Uncharted como todos os outros.

Já o plot principal é exatamente o que você poderia esperar de um Uncharted (ou um filme do Indiana Jones), com os heróis tentando pegar uma relíquia antiga enquanto atrapalham os planos de um vilão. Chega a ser um pouco decepcionante de tão pouco criativo o jogo é nessa parte.

Ao invés de ser como os outros jogos da série, que vão de momentos de exploração, para cenas de combate e depois para momentos grandiosos e cinematográficos, Lost Legacy parece que vai ser um jogo mais modesto nesse sentido, com poucos momentos cinematográficos = mas a verdade é que ele deixa para o final a sua grande cena explosiva. E por mais incrível que pareça, a Naughty Dog consegue mais uma vez surpreender com uma sequência que mistura as melhores partes de Uncharted 2 e 4 de forma genial.

Se o diretor do jogo cumprir a sua promessa desse ser o último capítulo da série, ela terminou em seu ápice.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...