quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Fornever - Legacy of Kain: The Dark Prophecy


Traduzido pelo colaborador Henrique

The Dark Prophecy seria o sexto jogo da série e a sequência de Legacy of Kain: Defiance. Seu desenvolvimento começou com a Ritual Entertainment em 2004 com consultoria da Crystal Dynamics. O jogo seria lançado para PS2, Xbox e PC. O projeto nunca foi oficialmente anunciado pela Eidos Interactive, mas a sua existência foi confirmada por Chris Bruno e Daniel Cabuco da Crystal Dynamics e por muitos artistas que na época trabalhavam na Ritual Entertainment.

As evidencias do desenvolvimento de LoK: The Dark Profecy foram amplamente divulgadas por Divine Shadow, fã e membro de comunidades voltadas à série, entre 2008 e 2012, na forma de screenshots da fortaleza de Malek, mostrando a engine e artes conceitos dos Hylden. Kain seria o personagem principal do jogo, que seria ambientado principalmente no Demon Realm, mas a história o levaria ao reino dos Hylden
 e ao encontro de Janos Audron.

Pouco é conhecido sobre os eventos do jogo apesar das artes conceituais sugerirem que assim como em LoK: Defiance, existiriam histórias paralelas com o jogador alternando entre duas encarnações de Kain: uma mais jovem, existente após Blood Omen 2 e uma mais velha, uma encarnação pós-Defiance.

As imagens disponíveis em 3D revelam screenshots da engine Defiance, nas quais mostram a forma velha de Kain atravessando uma floresta nevada povoada por armaduras animadas. Um update mais recente confirma que o local em questão era a fortaleza de Malek. Também há uma screenshots de uma demo técnica, situada em uma estrutura parecida com um castelo. Mais evidencias foram descobertas por Divine Shadow em 2011 sugerindo que diversas localidades eram ligadas a fortaleza de Malek, incluindo a Malek’s Bastion Base Tower, The Bridge, The Elevator, Malek’s Bastion Boss Chamber (possivelmente relacionada ao maquinário de almas de Malek de Blood Omen: Legacy of Kain) e Dragon Forge (provavelmente um puzzle estilo Reaver Forge com figuras de dragões).

Alguns dos conceitos que foram revelados em 2010, mostram demônios e Hylden masculinos e femininos. Os Hylden foram desenhados diferentemente do que se vê em Blood Omen 2 e a maioria deles se assemelha às suas primeiras formas antes do feitiço “The Binding”. Algumas imagens tem nomes como Hylden Warlords, Hylden King/Boss e Demon Boss. Muitas imagens tem a anotação “sisters” e uma Hylden na forma feminina vem com o comentário “talvez a terceira ‘irmã’ tenha asas”.

Imagens de várias armaduras estilo Sarafan foram descobertas no portifólio online de David Demaret. A cada traje mostrado mais eles se assemelhavam às formas anatômicas dos Hylden. O site de Richard Gray mostrou artworks de Ariel e da forma lobisomen de Kain.

Em resposta aos fans em 2012, Daniel Cabuco revelou alguns detalhes sobre o título, comentando que a ideia original era “sobre Kain ir ao reino Hylden e eliminar tudo que se mexesse nele, o Lord Hylden e Janos”. Com relação aos personagens jogáveis, Cabuco confirmou que eles estavam decidindo se a forma pós Blood Omen 2 seria jogável, seria um disfarce usado ao nascer do sol ou aparecendo como co-protagonista em uma história com a versão mais velha de Kain no Demon Realm ajudando sua forma desconhecida mais nova no reino material. Revelou inclusive que Kain poderia encontrar sua forma Blood Omen em batalha, como uma das armadilhas de Moebius. Cabuco explica que a Ritual propôs uma forma de invocar Raziel de Reaver, mas “Foi uma proposta rejeitada pela delegação da Crystal Dynamics. O motivo era de que Soul Reaver foi a história de Raziel e ela havia acabado em Defiance. Após isso só havia Kain. Outros personagens incluíam Vorador que seria invocado e Janos, cujo papel e destino permaneceram indecisos. Cabuco também afirmou que The Dark Profecy mostraria o retorno da era Soul Reaver.

Andez Gaston postou em Nosgothic Realm, revelando que o script da história não havia sido escrito quando as artworks foram feitas e prestava seu apoio ao jogo no futuro.

A renderização do Kain híbrido liberada por por Ranjeet Singhal foi acompanhada pelo seguinte comentário:
"A reformulação que eu fiz em Kain. De todos os trabalhos que fiz, nunca havia recebido tantos e-mails como desta vez. A Eidos não tem interesse em uma sequência para a série Legacy of Kain, o que eu acho um erro gigantesco. Há um público muito grande e dedicado à esta série."
Texto original:  Legacy of Kain Wiki

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...