terça-feira, 18 de setembro de 2012

Unseen - Black Lotus / True Crime: Hong Kong / Sleeping Dogs


Traduzido pelo colaborador Henrique

True Crime: New York City foi alvo de reviews controversos e não atingiu as expectativas de vendas. Apesar de haver rumores sobre a produção de True Crime 3, as baixas vendas de New York City fizeram com que a Activision cancelasse uma terceira continuação do jogo e focasse em outros títulos. Nenhuma menção de outro True Crime foi feita durante anos.

A United Front Games começou a trabalhar em um open world em 2008, quase imediatamente após a formação da equipe. O jogo era para ser uma produção independente totalmente original, com título provisório Black Lotus, entretanto a Activision  decidiu que o nome True Crime iria ajudar as vendas do jogo, que então se tornou True Crime: Hong Kong. Em 12 de dezembro de 2009 a Activision lançou o trailer de anúncio para o terceiro game da série, entitulado simplesmente de True Crime, na Spike Video Game Awards de 2009.



O trailer confirmava que a Activision seria a distribuidora e o desenvolvimento ficaria a cargo da United Front Games, ao invés da Luxoflux, desenvolvedora original, que fechou suas portas em fevereiro de 2010.

O jogo apareceu com destaque na E3 de 2010, e chamou a atenção dos jornalistas presentes no evento.


Em agosto de 2010, foi anunciado que o jogo seria adiado até 2011. Em uma entrevista, o CEO da Activision, Eric Hirshberg disse:
"O tempo de desenvolvimento adicional investido nesse game valeu a pena. Nós queríamos fazer uma mecânica de gameplay para as lutas e partes de tiro tão sofisticadas como as de direção, que era muito difícil de se achar em um game do gênero open world".
 Em 9 de fevereiro de 2011 a Activision decidiu cancelar o jogo para se focar nos games online que lhe davam maior margem de lucros. O jogo foi declarado cancelado pois "não era bom o suficiente" para competir no gênero. Mesmo com as mais otimistas das pervisões, disse a companhia, eles não viam True Crime atingindo boas posições competindo contra os outros games open-world da época. A Activision não esperava que True Crime gerasse muito lucro para a empresa.

A United Front Games anunciou seu desapontamento em seu website:
"Estamos desapontados por não termos a chance de completar este projeto com a Activision mas entendemos. Estamos comprometidos a fazer jogos de qualidade e não menos. Talvez teremos a chance de trabalharmos juntos novamente no futuro, mas enquanto isso estamos focando nossa criatividade em um horizonte diferente". 
O produtor executivo Stepehn Van Der Mescht deu uma entrevista à Computer and Video Games dizendo que True Crime: Hong Kong era jogável do início ao fim e virtualmente completo em termos de conteúdo antes da Activision cancelá-lo. Apesar das baixas expectativas da Activision, Van Der Mescht disse que o game estava um passo a diante dos rivais.

Em 22 de junho de 2011, Eric Hirshberg explicou as razões da decisão da Activision, dizendo que o orçamento e as demoras na produção do jogo foram fatores que também contribuíram para o cancelamento:
"O mercado mudou drasticamente desde que o jogo foi incialmente projetado" [...] "Naquela época era possível que mais jogos como True Crime chamassem a atenção do público, entretanto a competição se tornou mais acirrada e agora apenas os jogos de ponta acabam tendo sucesso". 
Hirshberg não via True Crime: Hong Kong como um campeão de vendas como GTA e sem esse potencial, não havia razões para competir.

Em 2 de agosto de 2011, a Square Enix adquiriu os direitos de publicação do jogo, com seu nome alterado.
"Quando vimos pela primeira vez o jogo nos apaixonamos por ele. É um daqueles games que você não quer largar o controle, é viciante. Quando conhecemos a equipe da  United Front, imediatamente percebemos o potencial que tinham o jogo e a equipe", disse Lee Singleton, gerente da Square Enix London Studios.
Stefan Wessels, presidente da United Front disse que estava lisongeado por estarem trabalhando com a Square Enix e seu encantamento pelo jogo.

Apareceram rumores sobre o novo nome do jogo: Sleeping Dogs em uma reportagem da Sony em fevereiro de 2012. Nenhuma informação foi publicada pela Square Enix, mas muitos rumores vindos do evento Destination Playstation indicam que o jogo seria lançado para PCs, PS3 e Xbox 360 em agosto de 2012. Um live action trailer foi revelado confirmando o nome do game.


Em entrevista, o CEO da Activision comentou sobre a aquisição dos direitos do jogo pela Square Enix:
"Nossa equipe vem trabalhando pesado para achar uma solução em que todos saiam ganhando. A Square Enix deve ter o benefício do tremendo investimento que fizeram no jogo até agora. A United Front tem que se manter unida e completar seus planos. E os gamers tem que jogar um excelente jogo. Não poderíamos estar mais animados".

Singleton anuciou que Sleeping Dogs "tem um dos melhores sistemas de combate mano a mano existentes". Os produtores disseram que o sistema de combate foi inspirado no filme de Tony Jaa's chamado Tom-Yum-Goon. Sleeping Dogs não é tão grande como os jogos da série True Crime e que os produtores focaram ao invés disso na densidade do gameplay e nos cenários que reforçam a força do gameplay.

Em maio de 2012, Mike Fischer, presidente e chefe executivo da Square Enix EUA disse que a Activision foi louca ao abandonar True Crime: Hong Kong e que o jogo foi uma descoberta:
"Na Inglaterra, quando eles nos mostraram o jogo, sentimos que tínhamos encontrado um diamante".
Sleeping Dogs finalmente chegou a público no dia 14 de agosto, sendo o jogo mais vendido do reino Unido em sua semana de lançamento.

Abaixo, uma comparação da antiga e da nova versão:



Fontes: Unseen 64 e Wikipedia (inglês)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...