terça-feira, 11 de outubro de 2011

WTF?! - O que acontece quando personagens de games encolhem


Devido principalmente pelo fato de que o estilo SD (super deformed) ser muito popular na cultura japonesa, muitos dos personagens mais famosos dos games já foram transformados em seres baixinhos e cabeçudos, os tornando mais engraçados, amigáveis e meio ridículos. Os jogos americanos também não estão de fora, e as vezes os produtores acham que seus personagens são muito sérios e precisam, ou virar crianças, ou encolherem ao estilo japonês. Abaixo, preparei uma lista dos casos mais curiosos de jogos que encontraram a fonte da juventude (ou passaram muito tempo na secadora).

Splatterhouse: Wanpaku Graffiti

Todos nós conhecemos as restrições que a Nintendo fazia à jogos violentos em seus primeiros consoles, e a Nanco, que queria lançar para Famicom um jogo da série mais violenta da época, arrumou uma solução... diferente.

Em vez de portar a versão de arcade do jogo (o que só aconteceu no Mega Drive), a Nanco produziu um jogo completamente diferente que satiriza o original. Splatterhouse: Wanpaku Graffiti foi lançado apenas no japão em 1989, e traz uma versão bonitinha do protagonista Jason Rick em um jogo muito mais aceitável para o console da Nintendo, mesmo ainda tendo uns inimigos bem estranhos. Esse jogo é cheio de referências à filmes de terror e à cultura pop dos anos 80, como cenas inpiradas no clipe Thriller, de Michael Jackson e o filme Aliens. Ao contrário do que parece, ele é um ótimo jogo, com boa jogabilidade e muito senso de humor, que infelizmente devido à sua bizarrice, nunca saiu do Japão.

SD snatcher

Já que estamos falando de bizarrices, que tal falar de Hideo Kojima? Lançado em 1990 para MSX, SD Snatcher é uma reimaginação do pouco conhecido Snatcher, de Kojima. Ao contrário do original, que é um Adventure, SD é um RPG com muita exploração e batalhas em turno, batalhas essas que eram bem inovadoras para a época, pois o jogador podia escolher que parte do corpo do inimigo ele iria atacar, adicionando muita estratégia à essa parte do jogo.

Ele conta a mesma história do jogo original, só que com algumas diferenças, devido ao estilo de jogo e a adição do humor, que deixa o enredo denso e violento de Snatcher muito mais leve. Até as cenas mais fortes e sanguinolentas se tornam engraçadas devido a discrepância dos personagens bonitinhos no meio de tudo aquilo.

Mighty Final Fight

Outro jogo que foi aliviado para o lançamento no NES foi Final Fight, que teve sua versão para o primeiro console da Nintendo lançada em 1993, dois anos depois da versão para SNES. Essa versão traz os três personagens do arcade, as inimigas mulheres (retiradas no SNES), conversas bem humoradas com os chefes antes das batalhas e um sistema de levels, onde o jogador ganha pontos que podem evoluir a força, resistência e dar novos golpes aos personagens.

As versões SD dos personagens deixaram o jogo com um estilo parecido com outros beat 'em ups do NES, como River City Ransom. Ao contrário dos outros jogos mostrados até agora, Mighty Final Fight também foi lançado no ocidente.

Virtua Fighter Kids

Lançado inicialmente como uma versão promocional de uma marca de chá japonesa, Virtua Fighter Kids é uma versão modificada de Virtua Fighter 2, que preserva a mesma jogabilidade, apenas adicionando a opção dos jogadores programarem uma sequencia de botões para usarem durante as lutas, facilitando a realização de combos. Também foi adicionada uma nova animação de abertura ao jogo e novos encerramentos para cada personagem, além de ter sido um dos primeiros jogos 3D a trazer expressões faciais para os personagens.

Virtua Fighter Kids foi lançado comercialmente (sem as menções à marca de chá) em 1996 para Saturn, também chegando ao ocidente.

New International Track & Field

Ao trazer de volta o seu clássico jogo de modalidades olímpicas que fazia muitos jogadores destruírem seus controles de NES em uma nova versão para DS, a Konami decidiu adicionar à lista de competidores vários personagens de suas franquias mais famosas para competirem em todos os esportes presentes no jogo.

Foram adicionados personagens como Solid Snake (Metal Gear) e Simon Belmont (Castlevanina), mas o que realmente se destaca é, por mais estranho que pareça, a versão "bonitinha" do Pyramid Head, o mais bizarro e perturbador imimigo da franqia Silent Hill.

Twisted Metal: Small Brawl


Todo fã da franquia Twisted Metal (como eu) sabe que depois do lançamento dos péssimos TM 3 e 4, uma mudança era necessária, e ela veio de uma maneira totalmente inesperada. Small Brawl, lançado em novembro de 2001, abandona o clima sombrio e bizarro da série em troca de uma temática infantil, onde todos os personagens são crianças competindo com carrinhos de controle remoto.

Nesta versão, Calypso é um bully que obriga os estudantes de sua escola a entrar em sua competição em troca de um prêmio para o vencedor. Mesmo trazendo de volta a engine de Twisted Metal 2 (só isso já fez dele bem melhor que os dois últimos), Twisted Metal: Small Brawl não foi bem aceito pela crítica, onde recebeu reviews medianos, nem pelo público, que não aceitou bem as mudanças que ele trouxe.

Série mortal Kombat

Os produtores de Mortal Kombat adoram humilhar os lutadores, seja com fatalities ridículos, com friendships, ou com os famigerados babalities, que transformam os combatentes em bebês. Os babalities apareceram pela primeira vez já no segundo jogo da série, e continuaram nos jogos 2D posteriores. Já no mundo 3D, os babalities foram deixados de lado, apenas retornando  no jogo mais recente da franquia, que transforma até mesmo o poderoso Kratos, de God of War eu um pequeno bebezinho.

Além da forma de bebês, os personagens da série também já apareceram em SD no minigame inspirado em tetris de Mortal Kombat Deception, nas fases de corrida de Armageddon e no modo King of the Hill do multiplayer online do último jogo.

Vários outros jogos, principalmente os de luta japoneses já tiveram suas versões diminutas lançadas, destaque para  Super Gem (pocket) Figher, que traz personagens de Street Fighter e de outros jogos de luta da Capcom, e também para as versões para Neo Geo Pocket de jogos da SNK, como The King of Fighters e Fatal Fury.

Vocês conhecem mais alguma série que teve seus personagens rejuvenescidos/encolhidos? Comentem e ajudem a aumentar a lista.

3 comentários:

  1. Meu Deus! Pyramid Head versão fofinha!!! Meus olhos, meus olhos!!! aaaaaahhhhh!!!!

    ResponderExcluir
  2. no final da matéria parece q deu uma corrida pra não falar a respeito dos jogos de luta da capcom e SNK pq a matéria já tava meio extensa.

    ResponderExcluir
  3. @Anônimo, pois é, eu já tinha falado muito de jogos japoneses, e decidi colocar pelo menos uma citação à esses jogos, só pra mostrar que eles não foram esquecidos.

    Também não tive tempo pra pesquisar mais sobre outros jogos, pq eu queria que esse post saísse antes do dia das crianças.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...