sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Como Steve Jobs influenciou (sem querer) o mundo dos games


Steve Jobs foi uma das pessoas mais influentes na história dos jogos, mesmo sem nem sequer ter tentado. Jobs claramente não era um gamer, fato que torna-se óbvio para qualquer jogador sério que já possuíu um computador Macintosh. Versões para Mac dos grandes jogos sempre ficam em segundo plano. Em uma entrevista de 2002, Jobs disse que seu jogo favorito era Nanosaur, um péssimo TPS exclusivo do Mac. Apesar de ter "apenas" a intenção de revolucionar a indústria da música, a indústria dos computadores pessoais e a indústria cinematográfica, ao longo do caminho, Steve Jobs também mudou a cara da indústria dos games.

Apesar da aparente indiferença de Jobs, a Apple e jogos tornaram-se indissociáveis. Computadores e telefones concebidos pela Apple são tão acessíveis, tão fáceis de entender e usar, que milhões de não-jogadores foram introduzidos ao divertimento digital através de seus iPhones e iPads, e a loja iTunes fornece uma plataforma onde pequenos desenvolvedores podem distribuir facilmente jogos e lucrar com eles. O mercado de jogos da Apple tem crescido tão rapidamente que, em uma recente apresentação no lançamento de um produto, o novo CEO da Apple, Tim Cook, anunciou que o iPod Touch é o "o aparelho para jogos mais popular do mundo."

A geração Apple II

Em 1975, o fundador da Atari, Nolan Bushnell teve a idéia para um game de um jogador no estilo de Pong para o seu novo produto, o Atari 2600. Ele contratou um jovem desconhecido, chamado Steve Jobs, para ajudar a criar o jogo. Jobs chamou seu amigo Steve Wozniak, e a dupla começou a criar Breakout. Por várias razões técnicas, a versão de Breakout criada por Jobs / Wozniak não é a que a Atari utilizou no Atari 2600, ficando apenas como protótipo da versão final.

No ano seguinte, Woz e Jobs lançaram o primeiro computador Apple. Eles eram construídos à mão, com caixas de madeira, e sem monitores ou teclados. Um ano depois, o primeiro Apple II saiu da linha de montagem, e a era moderna da informática nasceu.

O grande destaque do Apple II foi um programa de planilha voltado para negócios, desenvolvedores rapidamente viram seu potencial para games e usando os então ótimos gráficos proporcionados pelo poderoso poder processamento do Apple II, criaram jogos como Oregon Trail, Prince of Persia, Wizardry e os primeiros jogos da série Ultima.
Prince of Persia e Ultima 1 para Appe II
A revolução do Macintosh

A próxima grande criação de Jobs, o Apple Macintosh, conquistou o mundo da tecnologia no início de 1980, mas seu foco não era realmente os jogos. Já naquela época, os gamers mais devotados já estavam usando PCs. A maior base instalada de PCs e a tecnologia DirectX eram melhores para os desenvolvedores de jogos, e também dentro da Apple, houve a preocupação de que a combinação de jogos e a revolucionária interface gráfica do Mac paracesse na mente do público que o seu produto era um brinquedo. A maioria dos jogos disponível no Mac eram ports de títulos que foram criados originalmente para o PC, embora existam algumas exceções. O famoso adventure Myst foi desenvolvido originalmente para o Macintosh, e portado para o PC.

Outro jogo importante desenvolvido para Mac, é Marathon, criado pela Bungie. Antes de se tornar famosa pela franquia Halo, a Bungie desenvolvia projetos focados no Macintosh. Na verdade, Halo seria um jogo de Mac, e foi concebido inicialmente como um RTS, e depois um TPS, mas antes do seu lançamento, a Microsoft comprou o estúdio e eles optaram por transformar o seu jogo em um FPS para o lançamento do Xbox (mais detalhes nessa matéria do blog).
Jobs apresentando Halo na MacWorld de 1999 (pois é, difícil de acreditar)

Pippin, o grande erro da Apple nos games

A verdadeira incursão da Apple na indústria dos games aconteceu em meados de 1990, depois de Jobs ter sido afastado do cargo de CEO da empresa pelos seus acionistas. Nesse período, Jobs comprou a Pixar, e a transformou na gigante que é hoje, enquanto a Apple lançava um dos videogames menos vendidos da história.

O Pippin, uma parceria com a Bandai, foi um fracasso de proporções gigantescas. Lançado em um mercado já saturado (N64, PlayStation e Saturn já eram vendidos) o Pippin chegou com o absurdo preço 599 dólares e era menos poderoso do que seus concorrentes. Ele vendeu apenas 42.000 unidades e recebeu pouquissimos jogos.

A Apple moderna

Jobs retornou à Apple em 1996, e passou a próxima meia década desfazendo os danos que foram causados ​​por decisões ruins, como o Pippin, feitas na sua ausência. O lançamento do primeiro iPod, em 2001, inaugurou a era moderna da Apple, e mesmo ele nunca tendo sido concebido como uma máquina de jogos, havia um número limitado de games disponíveis. Um clone de Breakout chamado Brick foi incluído no aparelho.

Em 2006, a loja iTunes começou a vender jogos para o iPod, oferecendo inicialmente nove jogos. Conforme o  poder de processamento do iPhone e iPod Touch foi crescendo, as possibilidades para jogos também cresceu, e hoje em dia existem literalmente milhões de títulos, em todos os gêneros e estilos imagináveis para o iPod Touch e iPhone.
Fruit Ninja e NOVA para iPhone
A  tomada do mercado de telefones inteligentes pela Apple pode vir a ser o seu maior legado para o mundo dos games. Milhões de pessoas compraram um iPhone para falar com seus amigos, mas descobriram um sistema de jogos versátil, poderoso e portátil. Muitos, sem dúvida, também descobriram o amor pelos jogos através de seus iPhones.

O iPad, com seu hardware poderoso, interface fácil de usar e tela grande, oferece aos desenvolvedores uma ótima plataforma para criação de jogos cada vez mais complicados e profundos. O jogo mais alto nível desenvolvido especificamente para IOS, é Infinity Blade, um RPG de ação desenvolvido pela Epic Games (a mesma de Gears of War), que rivaliza em qualidade com qualquer grande jogo lançado nas grandes plataformas.

Mike Capps, presidente da Epic, deu essa declaração sobre Jobs: "Steve aconselhou-nos a descobrir o que nós amamos. Ele descobriu o que ele amava e mudou o mundo inteiro fazendo isso. Sua paixão fez com que tantas pessoas talentosas se concentrassem na inovação, na qualidade, na usabilidade. O Verdadeiro legado de Steve não está nos produtos criados até agora, mas em sua visão duradoura que orienta a Apple para trazer-nos o futuro."

Fonte: G4TV (inglês)

5 comentários :

  1. O NOVA para Iphone nem parece com o para Java

    ResponderExcluir
  2. Realmente, Steve Jobs foi muito importante.
    Só sabia que a Apple lançou o Pippin (apesar do Steve não ter nada a ver com isso), mas não sabia muito do quanto ele influenciou os games.
    Ele vai deixar saudades.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, nunca havia ouvido falar nesse Pippin.
    A Apple sempre pareceu mesmo não se importar com jogos. Interessante ver que mesmo assim ela tem grande influência nesse mercado.

    Boa matéria.

    ResponderExcluir
  4. Eu também nunca tinha ouvido falar de pinpin.

    A Apple não possui jogos mas hardcores (os mais vendidos são angry birds, doodle jump, tiny wings) mas ela ajudou um pouco (não tanto).

    A apple nunca pensou em jogos. ELa foi obrigada a entrar no mercado com o iPhone.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...