sexta-feira, 1 de julho de 2011

Versions - Wonder Boy vs. Adveture Island / Saiyuuki World / Mônica...


A história dos jogos Adventure Island e Wonder Boy é uma das mais confusas da história dos videogames, abaixo vou tentar explicá-la da melhor maneira possível.

Adventure Island vs Wonder Boy


Em meados dos anos 80, uma desenvolvedora chamada Westone criou um jogo de plataforma side-scroller chamado Wonder Boy, que foi distribuído pela Sega. Wonder Boy era um clone muito bom de Mario (diferente de muitos outros jogos da época), que mostrava um garoto pulando através de uma ilha tropical na tentativa de encontrar sua namorada.

A Hudson queria portar o jogo para o NES, mas a Sega tinha comprado os direitos da marca Wonder Boy. Então, para poder lançar o jogo, a Hudson trocou o personagem principal por um gordo de bigode e boné chamado Master Takahashi (Master Higgins na versão americana), que foi baseado em Toshiyuki Takahashi, um funcionário Hudson Soft. Tirando a alteração dos personagens e das músicas, os jogos eram praticamente idênticos.

Ambas as séries seguiram direções diferentes a partir daí. A Westone continuou fazendo os jogos do Wonder Boy, a maioria dos quais eventualmente evoluiu para uma jogabilidade de ação e aventura (Inspirados em Zelda 2). A Hudson continuou a fazer jogos de plataforma simples inspirados no primeiro Adventure Island (exceto por Adventure Island 4 (NES) e Super Adventure Island 2 (SNES), que tem uma jogabilidade mais aberta semelhante as sequências de Wonder Boy).

Saiyuuki World vs Wonder Boy in Monster Land vs Bikkuriman World




Acredite ou não, mas a história de Wonder Boy fica ainda mais estranha. Aparentemente, a Jaleco queria trazer o segundo Wonder Boy para o Famicom (o NES japonês), mas mais uma vez tiveram problemas de licenciamento com a Sega. A solução da jaleco foi lançá-lo como Saiyuuki World, mudando todos os gráficos do jogo para associá-lo com Journey to the West, a lenda chinesa que inspirou Akira Toriyama na criação de Dragon Ball, trocando todos os cenários e personagens de um mundo de fantasia pela antiga China. Esse jogo teve uma continuação chamada Saiyuuki World 2, que foi lançada nos EUA com o nome de Whomp 'Em, que troca o protagonista por um índio.

Além disso, a Hudson também quis fazer sua própria versão de Wonder Boy in Monster Land, e lançou Bikkuriman World para PC Engine, que trocava os personagens pelos do anime de mesmo nome. E para não complicar mais, nem vou falar dos ports de Wonder Boy para os computadores Amiga e Comoddore 64.

E para completar, não podemos esquecer das modificações que a Tec Toy fez no Brasil, relançando os jogos Wonder Boy in Monster Land, Wonder Boy III: The Dragon's Trap (Master System) e Wonder Boy in Monster World (Mega Drive) como jogos da Turma da Mônica, trocando apenas os textos e alguns dos personagens.
Mônica no Castelo do Dragão e Wonder Boy in Monster Land
Turma da Mônica em O Resgate e Wonder Boy III: The Dragon's Trap
Turma da Mônica na Terra dos Monstros e Wonder Boy in Monster World
E para deixar tudo bem explicado (ou não), fiz um gráfico:

Entenderam?
Fonte: 1UP

2 comentários :

  1. lembro das fases intermináveis do jogo da monica ....

    ResponderExcluir
  2. Quer dizer então que os jogos da Mônica foram todos baseados nos games do Wonder Boy?

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...