domingo, 31 de julho de 2011

TimeLine Rare: Parte III - Revolução gráfica


Os cinco anos que os irmãos Stamper gastaram estudando os cartuchos do NES, os tornaram expecialistas no estilo japonês de level design e gameplay, e agora eles iriam colocar tudo em prática. Sua companhia foi rebatizada de Rareware, e Donkey Kong Country, foi lançado em Novembro de 1994.

Foi o primeiro Donkey jogo Kong desenvolvido fora do Japão, e sem influência de Shigeru Miyamoto, o primeiro jogo a usar gráficos pré-renderizados em 3D em um console, e vendeu mais de nove milhões de unidades, o segundo jogo mais vendido do SNES, só perdendo para Super Mario World.

Incomum para um jogo de plataformas da época, era o fato de que dois personagens jogáveis ​​compartilhavam a tela ao mesmo tempo: Donkey Kong, um descendente do temperamental macaco do arcade original, e um amigo mais rápido e mais ágil, criado especialmente para o jogo: Diddy Kong.

Os gráficos "em CGI" impressionaram a todos, e foram um dos motivos de Donkey Kong Country ter levado vários prêmios de melhor jogo daquele ano, além de colocar o nome da  Rareware no centro das atenções, fazendo os Stampers voltarem a ser conhecidos pelo seu estúdio  de desenvolvimento superior.

Nos anos seguintes foram lançadas duas sequências diretas do jogo, além de alguns spin-offs, lançados no Game Boy. Donkey Kong Country se transformou em uma franquia de 30 milhões de unidades vendidas. Se Mario era oficialmente o mascote da Nintendo, seu velho adversário agora era o mascote oficial da Rareware.

Enquanto isso tudo acontecia no SNES, os jogadores de arcade estavam ocupados lutando em Killer Instinct, um jogo de luta com gráficos que seguiam o mesmo princípio dos de DK, e que rodava em um hardware desenvolvido pela própria Rare.

 Esse jogo era a tentativa dos Stampers de competir com Mortal Kombat, com uma jogabilidade própria, focada em combos, e também com movimentos inspirados nos famosos Fatalities.

 Killer Instinct teve uma continuação, e posteriormente, foi portado para os videogames da Nintendo.


Quando o Nintendo 64 substituiu o SNES, a Rareware já estava preparada para a sua próxima evolução.

Fim da parte 3.
Fonte: IGN

Siga o nosso Twitter, o @NeoGamerbr para acompanhar as próximas partes da matéria.



3 comentários :

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...