sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Fornever? - Six Days in Fallujah (XBox 360, PS3 e PC)


Six Days in Fallujah é um shooter em terceira pessoa desenvolvido pela Atomic Games para Xbox 360, PlayStation 3 e PC. O título tem como cenário o Iraque, numa tentativa de recriar a batalha de 2004 do exército dos EUA contra a insurgência iraquiana.

Mas em outubro de 2009, a Konami decidiu abandonar o projeto devido à reação polêmica de grupos como os veteranos de guerra do Reino Unido e do grupo Stop the War Coalition após o anúncio do jogo.

Reg Keys, pai do ex-Soldado da Policia Militar Real Britânica Thomas Chaves, afirmou que:
"Considerando a enorme perda de vidas na Guerra do Iraque, glorificá-la em um jogo demonstra um julgamento muito pobre e de mau gosto [...] Esses terríveis acontecimentos devem-se limitar aos anais da história, não ser banalizados como entretenimento [...] É inteiramente possível que as famílias muçulmanas comprem o jogo, e para eles pode ser particularmente angustiante. Pior ainda, o jogo poderia acabar nas mãos de um jovem muçulmano fanático e incitá-lo a considerar alguma forma de retaliação ou represália. "
Tim Collins, um ex-tenente-coronel do 1 º Batalhão Regimento Real Irlandês, afirmou: 
"É muito cedo para começar a fazer jogos sobre uma guerra que ainda está acontecendo, e uma resposta extremamente impertinente a um dos eventos mais importantes da história moderna. É particularmente insensível dado o que aconteceu em Fallujah, e eu certamente oponho-me ao lançamento deste jogo".
Como Atomic Games não encontrou um novo investidor, o desenvolvimento de Six Days in Fallujah foi paralizado.

Em março de 2010 o site IGN revelou que a Atomic Games ainda pretende terminar e lançar o jogo, mas até o momento, não conseguiu investimento de nenhuma distribuidora.

Clique nas imagens para ampliar









7 comentários :

  1. Para essa guerra que eu quero jogar.

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente ridículo, a segunda guerra mundial e a guerra do Vietnã fizeram muito mais estragos, e ninguém se opõe à imensa quantidade de jogos que existem sobre elas. Para mim isso é apenas um meio de esconder a vergonha da cagada que os EUA fizeram invadindo o Iraque.

    ResponderExcluir
  3. Na hora de se lançar a uma guerra sem sentido nenhum líder político sente vergonha, ao contrário, lançam discursos patrióticos e agressivos na mídia.

    ResponderExcluir
  4. a unica coisa boa das guerras sao os jogos q sao feitos depois, agora sim q a guerra nao tem nd de bom
    tnc

    ResponderExcluir
  5. O problema é o quão recente são os fatos, não o conteúdo em si. Isso ainda está vivo na memória dos envolvidos, e as consequencias ainda estão repercutindo, lembra-se dos ataques que aconteceram por causa de uma simples charge de Maomé? Um jogo sobre todos esses fatos recentes tem que esperar uns 20, 30 anos pra poder ser lançado sem acabar provocando problemas grandes demais. Vejam que até hoje nenhum jogo foi lançado 'tirando uma' com as torres do WTC.

    ResponderExcluir
  6. ah sim...e aquele, como é mesmo o nome...? AH sim um tal de call of duty modern warfare...qual é a temática dele mesmo??

    ResponderExcluir
  7. Battlefield 3 terá cenários na Guerra do Iraque. O "novo" Medal of Honor se passa na Guerra do Afeganistão. Não sei porque não querem lançar esse jogo que, pelo que parece, já está até terminado ou falta muito pouco pra ser finalizado.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...